22 out 2012

Status: Relacionamento sério com a Academia

LIFESTYLE > Projeto #AlgoPorMim

Devo confessar que nunca fui fã de academia mas sempre chega o momento em que, ou você toma vergonha na cara ou a coisa complica. E nesse ano finalmente eu deixei de ser “sócia” da academia e fiz dela um dos meus lugares preferidos. Ainda bem que estou escrevendo isso ou as pessoas que me conhecem mais de perto nao acreditariam (rs).

Mas de verdade, eu realmente consegui assumir um “relacionamento sério” com a academia e nunca pensei que fosse dizer isso mas eu descobri que malhar é muito bom, principalmente quando você vê resultados. E eu nao estou falando apenas de perder peso e tonificar o corpo (o que já é um ganho e tanto), mas de como o meu humor e disposiçao melhoraram. Sem contar que uma atividade física te torna mais disciplinada, cuidadosa com a sua alimentaçao, hábitos de saúde e consequentemente mais vaidosa. Estou apaixonada! (rs)

Mas se você é preguiçosa como eu era, vou te dizer o que funcionou pra mim, assim quem sabe meu método te ajude a mudar seu estilo de vida pra melhor, né? Eu torço por isso :)

Como eu já disse, eu era preguiçosa. Só de pensar na palavra academia, me doía cada parte do corpo e imediatamente a minha mente inventava algo mais interessante para fazer.  Aí chegava o verao, aquele dia de sol maravilhoso, naquela praia linda, com as amigas que foram determinadas o ano inteiro e conseguiram tonificar o violao e eu ali, pensando mais uma vez: “É, eu deveria ter suado a camisa.”

Entao, já sendo bem sincera, a primeira coisa que me motivou foi a vaidade. Sim, porque eu até acredito e conheço pessoas que passaram a frequentar a academia ou praticar algum esporte por questoes de saúde mas eu estou na estatística dos que queriam se ver de uma maneira melhor no espelho. E nao me envergonho nao viu? Se frequentando uma academia eu posso ficar bonitona e ainda saudável, estou no lucro nao? Seja qual for a sua motivaçao, mal nao vai fazer.

Pois bem, pensando no verao anterior e no quanto eu queria estar diferente no próximo, é que voltei a pisar na academia. Mas eu sabia que isso nao bastava. Já tinha feito isso antes e nao funcionou. O que eu precisava era de discplina, continuidade. Que a decisao se tornasse um hábito.

Foi aí que recomecei a fazer antigos treinos de musculaçao, novos exercícios e aulas nunca feitas antes. Eu precisava ter bem claro que tipo de atividade me inspirava e quais as que me afastavam da academia.

Descobri que gostava dos resultados da musculaçao, mas que nao era nada animador ficar revezando os aparelhos com outras pessoas, muito menos fazer por vários meses o mesmo circuito. Quanto aos aeróbicos, embora necessários, logo me entediavam. Comecei a perceber que as aulas, nao importava do que, me agradavam mais. Me dei conta que me cansar com mais pessoas nao era tao cansativo assim, fora que virei amiga delas.

Diante da minha primeira constataçao, comecei a procurar dentre as aulas oferecidas pela academia, a que mais se identificasse comigo. Eu nao sei você, mas até esse momento eu nao tinha percebido o quanto encontrar uma atividade física que combinasse comigo e com o meu estilo de vida, seriam fatores determinantes para alcançar os resultados que eu queria. E é isso que eu quero que você entenda: o que funciona para a sua melhor amiga, sua irma e até mesmo pra mim, de repente nao vai funcionar pra você. Mas nao pare aí. Queira mais. Entre tantas opçoes, com certeza alguma tem o “seu número”.

Eu sou prática e ansiosa. Nao queria algo complicado demais e queria resultados rápidos. Praticamente um milagre (rs). Só que eu nunca botei uma fé de que algo assim realmente pudesse existir. Até que entre as minhas buscas, entre uma aula e outra, escutei uma música legal (amo música! prometo falar melhor disso em outro post) vindo de uma outra sala. Na ponta dos pés, deixei a aula de Yoga e segui o som. Era uma aula de Body Pump.

Fiquei ali, paradinha do lado de fora, vendo aquelas pessoas levantarem peso, todas sincronizadas no ritmo da música e apesar de visivelmente cansadas, elas pareciam se divertir. Como eu já disse, levantar peso nunca foi a minha preferência, mas a culpa foi da música, da energia da sala. Entrei. Entrei e nunca mais saí de lá.

Nao vou mentir nao: na primeira semana eu descobri partes do meu corpo que eu nem sabia que existiam porque tudo resolveu doer ao mesmo tempo. Mas diferente das outras vezes, algo me fez voltar na semana seguinte e na outra, e na outra. Tenho o orgulho de dizer que eu realmente malho. Que a meta saiu do papel. Em breve farei um post sobre os benefícios, as verdades e os mitos do Body Pump, mas hoje eu só queria fazer você buscar o que pode ser bom pra você.

Adianto que os resultados sao realmente rápidos. Com um mês, minha cintura estava mais marcada e os músculos da minha perna mais definidos. O Body Pump trabalha muitos músculos de uma só vez, com várias repetiçoes que, sem a música e a energia da sala e do professor, você ou pelo menos eu, nao faria.

Bem, tendo encontrado uma maneira de tonificar, eu ainda precisava de algo para mandar as calorias embora, já que a esteira e eu nunca fomos grandes amigas, e uma aula que me alongasse porque no ritmo que eu ía, até a minha avó estava mais flexível. O Jump é o que tem me ajudado a mandar embora as calorias e o Pilates tem me conquistado aos poucos.

É bom estar feliz comigo, com a imagem que vejo no espelho. Auto-estima é tudo na vida de alguém. Por isso que resolvi compartilhar minha experiência com vocês, para dizer que entendo o desânimo mas que também é possível vencê-lo. Você só precisa se conhecer melhor e apostar no que gosta. Como em tudo na vida. Academia nao tem que ser um fardo. Enquanto for assim, nao vai rolar.

E pra terminar, me animei a participar da Corrida Familiar Lanpass oferecida pela LAN, que acontecerá aqui em Santiago (Chile),  no dia 11 de novembro. Serao corridas de 2Km (crianças) e de 5 e 10 KM (adultos). Os corredores concorrem a KM Lanpass, programa de fidelidade da companhia, além de viagens para Cancun e Punta Arenas. Fora que só por participar, já ganhamos 1000 KM Lanpass (tenho que garantir minhas idas ao Brasil, gente).

É claro que nao espero ganhar, mas participar já é uma vitória para mim porque é algo que há 1 ano atrás eu jamais pensaria. Prometo postar fotos depois para vocês.

Bem, é isso, espero que tenham gostado e desejo de verdade que vocês também encontrem a motivaçao que precisam para malhar e se sentirem ainda mais lindas, felizes e saudáveis. Ahhh, e quando encontrarem, contem aqui pra gente. Ficaremos super felizes por vocês!

 

 

Fê La Salye
Comente Aqui!
Comentários
2 comentários em "Status: Relacionamento sério com a Academia"
  1. Verônica   26/10/12 • 14h31

    Adorei a matéria Fê. Também queria compartilhar que essa também sempre foi minha luta, mas achei uma aula que faz tudo de uma vez (tonificar e cardio) para quem gosta de suar muito!!!” Se tiver aí no lugaram onde moram, chama-se “boot camp”, parece um treinamento de soldados no começo pois é super puxado, mas depois você acostuma, e os resultados são otimos! Pra terem uma ideia, não paramos durando uma aula de 60 min, então nos intervalos de exercicios variados com peso, step e o seu corpo, você pula corda. Depois dessa aula, body pump etc vai ser “fichinha” :D A sensação de leveza, saúde e disposição que você fica, além dos resultados otimos, são recompensas enormes… Tenho pena que agora por razoes financeiras larguei a academia e vou ter que encontrar motivação de exercicios sozinha! :D
    beijos

    • pigmentof   26/10/12 • 14h55

      Oi Verônica! Que bom que gostou e obrigada por compartilhar com a gente o que te motivou a malhar. Espero que você volte logo para as suas aulas e eu vou procurar saber se ela existe na minha academia. Um super beijo! Fê La Salye

Anterior
Próximo
Voltar para a home