12 set 2014

Resenha do Livro “Você tem fome de quê?”

LIFESTYLE > Livros

LIVRO1Só tenho uma coisa a dizer: esse era o livro que eu gostaria de ter lido quando decidi me dedicar a perder os 15 quilos à mais que eu tinha (contei tudo aqui), mas infelizmente só descobri esse livro bem depois, que aliás, foi indicação de uma leitora muito querida, a Dani Medeiros. Obrigada, linda!

Todo mundo que um dia já esteve acima do peso já ouviu de alguém a frase infeliz “emagrecer é fácil, é só trancar a boca”. Eu mesma já disse isso para algumas pessoas antes de viver esse ‘drama’. O livro “Você tem fome de quê?” prova que realmente a coisa não é bem assim. Precisa sim de esforço e disciplina, mas estes passos não são suficientes.

LIVRO2Neste livro, o autor Deepak Chopra, além de apresentar seus conhecimentos médicos sobre a obesidade, nos prova que o problema de quem engorda – independente de genética, má alimentação, problemas de saúde e etc – está justamente no que nos motiva a comer.  De uma forma bem instrutiva e sem cansar o leitor, Chopra aborda claramente como o nosso cérebro escolhe um chocolate ao invés de uma fruta, uma pizza ao invés de uma verdura e uma bebida alcóolica ao invés de um suco natural; não apenas porque gostamos desses sabores, mas porque cada alimento que ingerimos, seja ele saudável ou não, visa atender uma fome que num primeiro momento não é a do estômago, mas da alma.

E antes que você pense que é um livro de auto-ajuda, afirmo que você está redondamente enganado, embora Chopra seja conhecido como um guru da medicina holística. Eu tinha esse mesmo medo quando comprei o livro. Não que eu tenha algo contra quem lê auto-ajuda mas eu queria um livro realmente científico que me ajudasse a entender como funciona o meu corpo, como eu posso ajudá-lo a ter um melhor rendimento e como as escolhas de alimentação que faço diariamente podem estar alimentando outras coisas que não precisam de comida, talvez só precisem de amor, de um reconhecimento no trabalho, de equilíbrio nas emoções. E pra fazer tudo isso, não basta apenas meditar sobre o assunto e ter determinação. É preciso conhecimento médico e emocional. Vocês me entendem? Porque Chopra entendeu isso perfeitamente: “Usamos a comida como consolo; ela é a recompensa por termos sobrevivido às agruras do cotidiano. Só que essa atitude está longe de ser saudável, tanto para o corpo quanto para a mente. Na busca pelo prazer, usamos a comida como substituto para o que realmente deveria nos alimentar. Quando esse problema for resolvido e nossa estima estiver restaurada, alimentar-se será um ato natural, algo que servirá de sustentáculo para que o equilíbrio entre mente e corpo se instale e possamos alcançar o que realmente desejamos: viver com leveza.”

LIVRO3E eu recomendo o livro até mesmo para quem está em dia com a balança justamente porque assim como o livro diz, a balança não é um indicador de saúde e muito menos de estabilidade emocional. O livro ajuda a voltar a comer por prazer, sem culpa, a entender do que o seu organismo sente falta, de que todo mundo que começou uma nova dieta é porque fracassou na anterior e que o problema não é a dieta em si, mas tudo aquilo que somos  antes da dieta. Também conscientiza de que a comida não deve ter a responsabilidade daquele sorriso por nada, da autoestima inabalável, do amor próprio; mesmo que você tenha medidas 90-60-90. Felicidade envolve outras coisas.

Também gostei do fato do livro ter receitas saudáveis mas comíveis, entende? Porque ninguém merece uma culinária que encha o corpo de saúde mas que entregue zero sabor e prazer ao paladar. Aliás, isso é falado muitas vezes no livro.

 

LIVRO4Quem tiver interesse em adquirir, eu comprei na Livraria Saraiva e paguei R$ 20,00. Ele é da Editora Alaude e tem 320 páginas. Mais alguém já leu?

 

aviso_férias1

 

 

 

 

 

 

Fê La Salye
Comente Aqui!
Comentários
Anterior
Próximo
Voltar para a home