23 fev 2016

Há quanto tempo você não tira férias todo dia?

LIFESTYLE > Projeto #AlgoPorMim

Esses dias estava observando a atitude de uma amiga após sair do trabalho. Fiquei cansada por ela só de observar.

Assim como qualquer pessoa, ela tem um ritmo puxado na semana: trabalha, cuida da casa, enfrenta trânsito… Faz tudo o que pode ao mesmo tempo no pouco tempo que sobra no final do dia e vive constantemente cansada. Pra falar a verdade, vive exausta.

Enquanto observava tudo o que ela fazia nos poucos minutos em que abriu a porta de casa quando chegou do trabalho: descer o lixo, colocar a roupa para lavar, fazer a janta, enviar e-mails da reforma do apartamento que não dá tempo de enviar no horário comercial e etc (tudo isso sem nem chegar no quarto para trocar de roupa); escutei ela dizer pelo menos umas 3 vezes que precisava de férias.

Como percebi que talvez ela só fosse descansar na hora de dormir, iniciei uma conversa no meio desse fogo cruzado de afazeres e perguntei há quanto tempo ela não tirava férias. Me disse que há 1 ano mas que apesar de suas férias serem ótimas, ela sempre fica com a sensação de que não descansa o suficiente.

Antes que ela começasse a fazer outra coisa fiz a pergunta que finalmente a fez parar e refletir: Amiga, há quanto tempo você não tira férias todo dia?

Senti que sua mente fez uma pausa, que seu corpo ficou imóvel e que ela queria saber responder mas não encontrava uma resposta. Talvez você que me lê esteja do mesmo jeito agora.

Eu não sou diferente da minha amiga. Tenho um ritmo de vida louco: acordo cedo todos os dias, trabalho em horário comercial em uma empresa, tenho dias bem cheios onde a agenda já está completa antes da semana começar. Fora isso tenho um blog para manter, conteúdo para o Youtube para produzir, uma casa para cuidar, um casamento para curtir e uma vida pessoal que precisa acontecer.

Por muitos anos eu vivi como a minha amiga: mergulhada em cansaço e tarefas diariamente, abraçando o mundo como se fosse um polvo, esperando ansiosamente por férias e achando que esse era o único estilo de vida possível, até que me dei conta de que estava fazendo tudo menos viver. Esperar a cada 6 meses ou 1 ano por uma viagem para que meu corpo descansasse, era exigir demais dele (muitas vezes nossos carros e eletrodomésticos passam por manutenções antes desse período e nosso corpo fica largado); ao mesmo tempo, colocar a minha felicidade sobre algo tão incerto que é o futuro, é passar a vida sobrevivendo e não vivendo.

unnamed

A solução foi colocar na minha agenda não apenas meus compromissos desgastantes mas principalmente o que é inadiável. Só temos uma vida, gente. Não dá para esperar sobrar tempo não! Até porque, tempo foi feito pensando em não sobrar mas sim administrar.

Eu até fiz um vídeo sobre como me organizo e outro sobre como deveria ser a agenda ideal de cada pessoa, mas resumindo, meu pensamento foi basicamente o seguinte: se eu posso trabalhar, eu tenho que poder descansar. Se eu posso limpar a casa, eu tenho que conseguir que ao menos 1 banho dos que tomo na semana me permita hidratar o cabelo, cuidar da pele e do que for necessário. Se eu posso correr para não perder o ônibus e seguir uma agenda de compromissos, eu tenho que poder fazer uma caminhada ou qualquer atividade física nem que seja uma vez por semana.

Se eu quero chegar do trabalho e comer algo saudável e gostoso mas acabo comendo mal porque fico cansada só de pensar em cozinhar, então eu posso escolher um dia do meu final de semana para deixar os alimentos pré-cozidos, que além de facilitar a minha semana vão dar aquela força para a minha saúde.

Eu passei muitos anos sobrevivendo até o dia que escolhi viver e escolher viver é redefinir as prioridades e sem sentir culpa por isso. Não deixei de ficar cansada com as atividades do trabalho, não deixei de ter correria e nem problemas mas passei a me colocar como prioridade. Eu não posso fazer nada com qualidade se eu não estiver em primeiro lugar. Todas essas pequenas coisas inseridas na rotina me ajudaram a ter aquela sensação de pequenas doses de férias no dia a dia.

Há quanto tempo você coloca na falta de tempo a desculpa para não terminar aquele livro legal? Há quanto tempo seus amigos escutam um “vamos marcar” mas você nunca marca? Há quanto tempo você acorda cansado porque passa da hora de dormir, ocupado com alguma coisa?

Então agora eu te pergunto: está esperando o que para ter férias todos os dias?

Fê La Salye
Comente Aqui!
Comentários
4 comentários em "Há quanto tempo você não tira férias todo dia?"
  1. Pri   23/02/16 • 13h53

    Ameeeiiii Fê . Excelente reflexão! !! Preciso tirar férias todos os dias.
    Bjs
    Pri Damasceno

  2. Patricia Ribeiro   25/02/16 • 11h10

    Adorei o seu blog. Já fui 2 vezes pro Chile e já pensei em morar aí, mas o que mais gostei foram os posts de comportamento e marketing digital. Também tenho um blog dedicado à cidade São Paulo. Se puder, dá uma olhada. Como faz para assinar a newsletter, não achei nenhum campo específico.

    • Fê La Salye   25/02/16 • 17h33

      Patricia, fico feliz que goste dos outros assuntos, aliás, muito feliz pois apesar do Chile ser o assunto principal eu gosto muito de falar de outras coisas. O blog nao tem newsletter. Fiz uma pesquisa com os leitores e a maioria pediu pra não ter. Vou visitar seu blog. Bjs

Anterior
Próximo
Voltar para a home