26 abr 2016

Resenha do Livro “Grande Magia” de Elizabeth Gilbert

LIFESTYLE > Livros

a grande magia 4a

Desde que o livro Grande Magia de Elizabeth Gilbert foi lançado que eu fiquei com muita vontade de ler e o motivo é bem simples: a autora. Sou apaixonada pelo forma de escrever da Liz (embora eu adoraria ser uma amiga íntima dela, estou apenas usando a forma como ela se refere a si mesma), então no caso dela eu nem me atento ao título. Basta que seja dela para que eu compre.

Mas apesar de todo esse amor envolvido, eu só fui comprar e ler em janeiro desse ano. O livro que eu mais gosto dela é o Comer, Rezar, Amar que foi sucesso de vendas e de bilheteria nos cinemas. Foi um livro sumamente importante numa fase complicada da minha vida anos atrás, tão importante que li umas 4 vezes e comprei 3 vezes: a primeira compra foi na primeira vez que li, a segunda foi porque emprestei e não devolveram e a terceira foi porque quis a versão em espanhol.

a grande magia 2a

Depois dele eu li outros livros dela e amei, o que de certa forma acho que foi um problema. Como o livro Grande Magia não se trata de uma história e sim de um manual para ser mais criativo, após o frenesi inicial eu fiquei alguns meses pensando se deveria dar uma chance para um livro que era bem diferente do que a Liz costumava lançar. Liz, se um dia chegarmos a ser amigas, fica aqui minha retratação pública: eu estava errada e bem errada.

Nas suas 186 páginas a autora frisa a importância de viver de forma plena e que isso só é possível através da criatividade. O livro, que é dividido em 6 partes – Coragem, Encantamento, Permissão, Persistência, Confiança e Divindade – ensina de uma forma leve e despretensiosa como se livrar do medo de ser criativo e como persistir em busca dos seus sonhos.

a grande magia 1a

Apesar de muitas vezes ela citar seus aprendizados como escritora e de esses aprendizados incentivarem ainda mais quem sempre teve o sonho de escrever um livro (euzinha aqui), o livro também aponta como aplicar estes 6 métodos em qualquer área profissional e da vida. Como ela mesma diz, “uma vida criativa é uma vida mais ampla. É uma vida maior, mais feliz e muito, muito mais interessante. Viver dessa maneira – contínua e obstinadamente trazendo à tona as jóias escondidas dentro de você – é uma arte em si. Porque é na vida criativa que está a Grande Magia.”

Particularmente, o livro me abriu os olhos, potencializou talentos que eu desconhecia em mim, me ajudou a sempre pensar numa segunda opção para qualquer coisa ao invés de optar direto pela solução óbvia que pode ser eficiente mas nem sempre criativa e desafiadora; e até resgatou o velho sonho de escrever um livro. Isso aconteceu ao ler a parte em que ela conta um pouco da história de seu tio que também é escritor, onde um dos conselhos recebidos quando ele andava pensativo sobre o assunto, diz: “Se acabar descobrindo, após alguns anos sem escrever, que não encontrou nada que preencha o espaço da escrita em sua vida, nada que o fascine, que mexa com você ou que o inspire da mesma forma… bem, então sinto lhe informar que não terá outra escolha senão perseverar.” Mais eu, impossível.

a grande magia 5a

Se você se interessou pode procurar na livraria mais próxima. Eu comprei na Saraiva numa ida ao Brasil por R$ 26,90 e contei no vídeo em que falo sobre os livros que li de janeiro a março/2016.

Aproveitando, em breve falarei das livrarias chilenas e os livros que recomendo em espanhol mas já adianto que comprar livro no Chile é mais caro que no Brasil porque há um imposto sobre eles desde a época da ditadura que os chilenos ainda não conseguiram reaver, então só compre se o livro que você quer não tem no Brasil.

Se você já leu Grande Magia, conta pra mim o que achou. Aproveita para me dizer se leria um livro meu caso eu publicasse um e como você acha que deveria ser esse livro. Vou A-D-O-R-A-R saber.

Fê La Salye
Comente Aqui!
Comentários
Anterior
Próximo
Voltar para a home