25 fev 2018

7 Coisas que aprendi viajando para outros países

VIAGEM > TRAVEL TIPS > Curiosidades

Uma das coisas que mais gosto ao viajar para outro país é aprender coisas novas. Acho que outras culturas permitem ver o mundo de outra forma e isso sempre abre nossa mente para novas maneiras de pensar e agir. Hoje quero dividir com vocês meus aprendizados mundo à fora.

1. Viagem internacional e zona de conforto não andam juntas

Sabores novos, se virar num novo idioma, ir a lugares que jamais imaginou, se hospedar de maneiras diferentes das habituais… Uma viagem internacional te obriga de uma forma agradável a sair da zona de conforto.

Você até pode escolher comer a batata frita de sempre ou se hospedar na mesma rede de hotéis mas a verdade é que se esforçar para manter a risca os hábitos que possui no Brasil, não te levará a algo novo mesmo que tenha comprado uma passagem que te deixou há horas e fusos de distância da sua cidade. Ouse e sem medo, afinal, conhecer outro país vai além de olhar e estar nele. É preciso se envolver.

2. Com pesquisa sua viagem rende mais

Sou das que prefere não preencher cada hora do meu dia quando viajo porque pra mim isso tira aquela flexibilidade que eu preciso pra me sentir de férias, sem muitas obrigações mas eu também acho que não planejar a viagem é desperdiçar um tempo precioso e dinheiro, claro. Então o que faço é equilibrar tudo.

E aprendi que pesquisar com antecedência é garantia de viver bons momentos, fazer bom uso do tempo e do dinheiro, além de se livrar de perrengues. Use e abuse de blogs e canais do Youtube porque além da informação você se sente viajando antes mesmo de entrar no avião.

3. Sair do Brasil não é sinônimo de gastar menos

Acho que o custo de vida do nosso país criou a falsa sensação de que saindo dele qualquer outro lugar vai ser bem barato e não é bem assim. É claro que você vai se deparar com coisas bem mais em conta mas também vai se surpreender com o quanto determinadas coisas podem ser mais baratas no Brasil. E isso acontece por muitos motivos, inclusive porque em viagem internacional você está constantemente fazendo câmbios de moeda. A melhor coisa é seguir a regra de ouro: na mala, metade do que pensou e na carteira, o dobro. Esteja preparado para possíveis emergências e para gastar um pouco mais do que imaginou.

Além disso, aprenda a adaptar seus hábitos para gastar menos. Tente trocar o hotel de luxo por um mais simples ou até mesmo pelo aluguel de um apartamento. Troque o táxi ou carro alugado pelo transporte público e escolha determinados dias para comer em restaurantes mais conhecidos, assim você come em lugares mais baratos na maior parte do tempo e que não necessariamente são ruins ou não são saudáveis.

4. Esqueça a mala mas não esqueça o seguro viagem

Talvez sejamos otimistas demais ao viajar mas a verdade é que uma doença ou fatalidade não escolhe dia e nem lugar. Não queira saber quão burocrático e caro pode ser uma atenção médica para um turista no exterior, sem contar a dificuldade em se fazer entender devido ao idioma.

Mesmo que o país não obrigue, eu sempre ativo meu seguro viagem porque já tive uma inflamação no pé durante a lua de mel por mergulhar aonde havia corais, já tive febre no passeio que sonhei por meses fazer, já vi minha imunidade ir ao chão com a mudança de clima e altitude, já cheguei ao destino sem roupas porque a companhia área não embarcou minha mala, já perdi documentos importantes em um furto.

Por muitas vezes paguei o seguro e não precisei mas todas as vezes que precisei pude contar com ele. Tenha com quem contar.

5. Você vai olhar as pessoas e a vida de outra forma

Porque uma viagem internacional tem esse poder. Como você sai do seu universo, é obrigado a fazer coisas como as pessoas daquele lugar e isso te torna mais compreensivo, menos apegado a besteiras e mais em paz com a vida.

6. Você admira novas culturas e valoriza a sua

É aquela coisa, a grama do vizinho é sempre mais verde mas ao andar pelo jardim você começa a perceber que sim, seu país tem frutas saborosas, que aonde você está tem árvores lindas mas que no Brasil também tem umas flores que são incríveis. E são coisas que você só conseguiu constatar porque ficou um tempo longe delas, porque teve como comparar e isso é muito bom! Obviamente vai constatar coisas que já sabia que lá fora seriam melhores mas é muito bom poder ver que em todos os lugares há coisas boas, inclusive no seu país.

7. Esteja preparado para aceitar o vício

Porque depois da 1ª viagem internacional fica impossível parar e aí você vai descobrir que esse talvez seja o único gasto que te torna mais rico.

E você? O que aprendeu com as suas viagens internacionais?

Fê La Salye
Comente Aqui!
Comentários
1 comentário em "7 Coisas que aprendi viajando para outros países"
  1. Catia   28/02/18 • 19h37

    O que eu maia me orgulho de ter aprendido com as viagens é o planejamento e o conhecimento do local, assim você evita muitos problemas.

Anterior
Próximo
Voltar para a home