24 mar 2020

Minha experiência com o Colágeno Hidrolisado

LIFESTYLE > Beleza

Já faz um tempo que vocês me perguntam como eu cuido da minha pele, como ela se mantém saudável e com um aspecto jovem, então, à convite da Sanavita eu vou começar uma série de posts aqui no La Vida contando meus cuidados e começando pelo principal segredo: o Colágeno Hidrolisado.

O Colágeno Hidrolisado já é bem conhecido porém ainda existe muita confusão sobre o assunto então eu vim esclarecer algumas coisas e contar como tem sido a minha experiência com ele.

Eu uso colágeno hidrolisado há 5 anos.Tudo começou quando a minha dermatologista me explicou sobre a importância de suplementar o colágeno que já existe no nosso corpo mas que com o passar dos anos vai diminuindo a produção e isso significa mais flacidez na pele e até dor nas articulações. A flacidez eu já sabia mas a dor nas articulações eu não fazia ideia e eu tinha algumas dores que não eram fortes mas que me incomodavam e que eu jamais podia imaginar que era por falta de colágeno.

Outros fatores também diminuíram a minha produção de colágeno como o fato de que antes de começar uma vida saudável em 2019, onde passei  a treinar todos os dias (em breve vou mostrar a minha rotina de saúde e alimentação, não esqueci tá?) eu comia muito açúcar e minha exposição ao sol era frequente, o que mesmo usando protetor solar não deixa de ser prejudicial à pele; sem contar que o Chile (país que moro) tem o clima bem seco e a pele sofre muitas agressões por conta disso. Então se você tem esses hábitos como eu tinha e se além disso você fuma, não tem uma alimentação saudável ou tem uma doença autoimune, você precisa suplementar o colágeno do seu corpo fazendo uso de colágeno hidrolisado, pois esses fatores comprometem muito a produção natural de colágeno pelo nosso corpo, acelerando o envelhecimento. 

Mas afinal Fe, o que é o tal do Colágeno Hidrolisado?

É um suplemento alimentar feito a partir de ossos e cartilagem bovina com a intenção de repor o colágeno que vamos perdendo naturalmente com o tempo. Também é recomendado para pessoas que não estão acostumadas a consumir a quantidade ideal de proteínas por dia, o que também provoca flacidez. Está disponível em cápsulas ou em pó para ser diluído na água, no chá ou no suco. Eu sempre usei a versão em pó diluída em água e o bom é que tem de diversos sabores e até mesmo opções para quem não quer sentir sabor algum.

Geralmente se recomenda começar a tomar a partir dos 30 anos mas o ideal é você consultar um dermatologista e nutricionista porque dependendo das deficiências que seu organismo apresenta, possa ser que eles te recomendem começar antes disso. 

Seus principais beneficios são:

  1. Melhorar a firmeza e elasticidade da pele;
  2. Fortalecer unhas, cabelos e articulações;
  3. Prevenir o envelhecimento e a osteoporose;
  4. Fortalecer tendões e ligamentos;
  5. Potecializar e prolongar os tratamentos estéticos;
  6. Ajudar no controle da saciedade.

Dos benefícios mencionados e que podem ser perceptíveis em poucas semanas, eu destaco a melhora que tive na minha pele que foi mesmo impressionante e o fortalecimento dos meus cabelos que inclusive passaram a crescer mais rapidamente depois do uso do colágeno. Nas unhas eu ainda não vi diferença, as minhas continuam quebrando com facilidade e por isso eu aderi as fibras de vidro que já mostrei pra vocês no Instagram. Todos os outros benefícios são “internos” e tenho certeza que a suplementação de colágeno hidrolisado vai ajudar nesses aspectos também.

O que acho importante destacar é que apenas tomar colágeno hidrolisado não será suficiente. Eu não tenho dúvida de que os bons resultados que tive estão associados a mudança que fiz na minha alimentação que além de saudável inclui muita vitamina C (ela é tão importante que alguns colágenos hidrolisados como os da Sanavita já trazem a vitamina na formulação além de outras importantes para a beleza e a saúde); à minha rotina diária de treinos, ao fato de eu não fumar e não beber e também à minha rotina de pele que inclui aplicação de cosméticos com Vitamina C e Ácido Hialurônico.

Pra que serve o Ácido Hialurônico?

A primeira coisa que temos que saber é que Ácido Hialurônico não é apenas um tratamento estético. Nosso corpo produz ácido hialurônico e quase um 60% dele está na nossa pele preenchendo o espaço entre as células para manter a pele lisinha e bem hidratada mas assim como o colágeno, ele também vai diminuindo com o passar do tempo e é aí que os tratamentos e suplementação cumprem um papel muito importante para evitar o aparecimento precoce de rugas e de ressecamento.

Alguns tipos de ácidos hialurônicos:

  1. Injetáveis: usado para preenchimento em lábios, olheiras e etc.
  2. Creme ou Séruns: para hidratar abundantemente e melhorar a textura da pele. Eu uso ácido hialurônico dessa forma.
  3. Em pó: para ser tomado da mesma forma que o colágeno hidrolisado. 

Se assim como eu, você também se interessa por cuidados da pele e está buscando boas opções, com certeza vale a pena investir no uso de produtos eficientes como os que foram citados, que com certeza mais que trazer um bom resultado estético vão devolver a saúde e nutrição que a sua pele precisa. 

E agora que eu já contei a minha experiência, quero saber como tem sido a sua: já usou colágeno hidrolisado? Como foi? Já começou a nutrir sua pele com vitamina C e ácido hialurônico? Deixe a sua experiência nos comentários para que eu possa continuar trazendo conteúdos interessantes pra vocês, assim em breve eu posso voltar contando mais detalhes da minha rotina de pele. 

*Publieditorial

Fê La Salye
Comente Aqui!
Comentários
Anterior
Voltar para a home